Eu sou assim. Essa sou Eu!

O consolidador é valente!

Posted on: 16/06/2008

Vendo Raquel que não dava filhos a Jacó, teve inveja de sua irmã, e disse a Jacó: Dá-me filhos, senão eu morro. Então se acendeu a ira de Jacó contra Raquel; e disse: Porventura estou eu no lugar de Deus que te impediu o fruto do ventre? (Gênesis 30.1-2).

Há uma diferença entre Jacó e o pai dele, Isaque. Quando Isaque descobriu que sua esposa Rebeca era estéril, orou, Deus a tornou fértil (Gênesis 25.21) e ainda revelou a Isaque que ela estava grávida de gêmeos. Isaque foi um intercessor. Algumas gravidezes vêm por intercessão dos pais (homens); outras, por intercessão das mães. Mas, existe uma gravidez como a de Ana, que não obteve sucesso enquanto intercedia. Somente quando o sacerdote Eli deu o decreto Ana se tornou fértil, e teve sete filhos (1 Samuel 2.5).

O QUE SIGNIFICA ISSO?

“Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem com os seus inimigos à porta” (Salmo 127 3.5).

Uma aljava carrega três, cinco, sete ou doze flechas. Os grandes guerreiros carregavam na sua aljava doze flechas. Estas flechas são a visão, mas ninguém ficará na aljava. Todos passarão pelas mãos do Homem Valente, Jesus, e serão lançados com o arco pelo Homem Valente (Isaías 49.2).

Somente os guerreiros “linhas de frente” levavam doze flechas, porque eram pesadas. O arco era de bronze e as flechas, de ferro. Não era qualquer um que podia carregá-las. Aqueles homens eram adestrados para isso. Alguns levavam só três, e assim mesmo eram exercitados para não cansar. A Bíblia diz no Salmo 18.34 que temos força para entesar o arco de bronze, e essa força será tão grande que o arco quebrará em nossas mãos. Não é uma força humana, é sobrenatural, que Deus colocará nas suas mãos, até você ser adestrado e não errar o alvo.

As doze flechas representam os doze valentes que você levantará. Você precisa adestrar a sua aljava, as suas flechas, o seu arco e discernir a sua mira.

Deus quer nos ensinar e nos adestrar para um tempo de valentia, porque está escrito que o Reino de Deus só se toma com violência (Mateus 11.12). Não é violência contra o seu irmão, é contra o diabo, o inferno e contra as hostes que o diabo tentou levantar, porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas espirituais e poderosas em Deus para destruir toda fortaleza do inimigo.

UM CONSOLIDADOR VALENTE NÃO PODE SUBESTIMAR AS PORTAS DO INFERNO

Um valente de guerra, que nasceu de novo, não foi gerado para perder a guerra. Fomos gerados pelo grande Valente para ganhar. O seu ato de valentia não é contra o seu irmão, é contra o inferno. Às vezes somos ríspidos, grossos, petulantes com nossos irmãos, destratamos as pessoas. Pedro andava com Jesus, mas Jesus um dia lhe falou: “quando tu te converteres…” (Lucas 22.32). Nossas atitudes dizem se mudamos ou não, se estamos diferentes de quem éramos no passado. Em Marcos 3.27, Jesus está falando do diabo e sobre o reino dividido. Nós não somos várias igrejas dentro de uma, somos uma igreja em células, mas muitos discipuladores já tomaram posse das células e agem como se fossem seus donos, e não compartilham suas células com outros discipuladores, não semeiam as células em seus irmãos para haver um nivelamento. Sabem por que não semeiam? Porque já são um reino dividido.

Quando formos um só reino não haverá dificuldades de pessoas irem de um pelotão para outro, para levantarmos um exército e trazermos outra grande multidão. Isso é que é um exército. Exército tem toda sua equipe nivelada. Se um pelotão não estiver completo, não pode se apresentar, porque toda a companhia perde ponto.

Temos que fazer um nivelamento de equipe. Se houver resistência, é sinal de que a casa está dividida: “são meus”. Há discípulos que os discipuladores nunca falaram com eles, nunca apertaram a mão deles, nunca sequer deram um abraço, nem sabem os seus nomes. Esses discípulos podem ficar mais perto do discipulador. Não estou dizendo que vai haver uma migração sem ordem. Num exército, para se dar baixa de um pelotão para outro, tem que se passar pelo comando geral. Isso é organização. Ninguém está autorizado a pular de célula em célula. Somos um exército? Então vamos equilibrar os pelotões, para que nenhum pelotão tenha pendências de um lugar para o outro. Se o menor se tornar íntegro, reinará e superará o maior. Mas, é se o menor se tornar íntegro, como José. O nivelamento fará com que o exército não corra com dívidas no ataque. O Reino de Deus é conquistado com estratégias.

A consolidação, por ser um ato de valentia, é uma visão de tratamento de caráter. Você é um valente no processo de consolidação. Somos incansáveis para conquistar a nação. Seja maior do que você pensa que é, não por causa de você mesmo, mas porque quem está dentro de você é o Maior dos maiores. Aprenda a mudar seus conceitos. Um valente de Deus sabe quem ele próprio é e sabe onde giram os seus pensamentos, onde sua visão está centrada. Por causa disso, corremos e perseguimos todos os nossos alvos.

A ALIANÇA ESTÁ ACIMA DE QUALQUER SENTIMENTO

A aliança foi feita para superar os sentimentos, porque é um contrato. Imagine alguém vulnerabilizar a aliança só porque não gosta mais do cônjuge? A aliança está acima do nosso gosto. Deus dá todas as pistas antes do casamento. A aliança jamais será revogada e ninguém lhe acrescente coisa alguma, ainda que seja uma aliança meramente humana (Gálatas 3.15).

Se os cônjuges não se correspondem sexualmente de forma satisfatória, devem lembrar que a aliança está acima disso. Ninguém deve casar por causa de sexo. Há maridos que não conseguem se segurar quando a esposa não pode manter relações e eles acabam se prostituindo. Isso é carnalidade. Ainda não entenderam o nível de aliança que é o casamento.

Somos homens e mulheres de alianças e quando fazemos um pacto, os sentimentos têm que ser subjugados pelo pacto, porque a aliança é maior do que os sentimentos.

Alguns alimentam feridas, debilidade, ódio, rancor e guardam mágoa no coração. Depois jogam tudo isso no cônjuge, no líder de célula, saem procurando um bode expiatório, porque perderam a sensibilidade da aliança. Nem sabem o que é isso. Só permanece na aliança um valente. Um covarde abre mão dela com infidelidade, com descaso. No MIR haverá um caráter de família. Os pais não serão ignorados pelos filhos, nem os filhos pelos pais; nem a esposa vai ignorar o marido, nem o marido vai ignorar a esposa. Haverá uma conversão de corações.

Precisamos caminhar nas alianças conscientes que a aliança tem o seu lado fraco e o seu lado forte, mas a própria aliança supera tudo isso, e só prevalece na aliança um guerreiro valente, que entra na casa do inimigo, saqueia tudo, não sai ferido e tira o inimigo amarrado.

Uma aliança quebrada atrai maldição. Quem fez aliança vai ter que se agüentar na hora da fraqueza, porque nem tudo na aliança é alegria. Infelizmente, essa é a realidade.

Uma aliança é feita por duas partes, sem direito a desistência. Que coisa difícil, mas que coisa tão nobre. Por isso a Bíblia alerta para não fazermos alianças com jugo desigual, porque você vai entrar num pacto eterno. Não há comunhão entre Deus e o diabo, nem entre luz e trevas (2 Coríntios 6.14-18).

Uma aliança não tem desistência, seja ela de vida ou de morte. Quando uma aliança se mistura é para sempre. Se você tiver essa consciência, terá direitos de reivindicações, pois uma aliança não se dissolve. Mulheres que não têm maridos crentes podem declarar ao Deus de Israel que você não está nessa aliança para sofrimento, e o Deus de Israel vai dar um coração novo para seus maridos. Líderes de células, pastores e pastoras, vocês não casaram para serem infelizes! Igreja do avivamento, nós não estamos em aliança para nossa infelicidade! Nossa aliança é para um fazer o outro infeliz! Marido, realize os sonhos do coração da sua amada e ela vai realizar os sonhos do seu coração!

Vamos curar nossa alma! Alguns ainda ficam com referências ruins do passado. Você esqueceu quem é? Você é uma nova criatura em Cristo, as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo! (2 Coríntios 5.17). Deixe de fora o passado e viva as cláusulas da aliança!

Você é uma pessoa de aliança. Uma aliança é uma chamada para se caminhar juntos eternamente. Algumas pessoas, quando passam por arranhões em seu casamento, acham que o casamento não serve mais. A aliança é uma convocação para se caminhar junto até à morte. Só uma coisa separa uma aliança nos princípios de Deus: a morte. Se estiver vivo, está em aliança. Tem que haver renúncia, liberação de ambos, para que seja legalizada, caso não seja uma aliança em Deus. Se foi em Deus, não tem jeito, está escrito em Malaquias 2.14: “Todavia perguntais: Por que? Porque o Senhor tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança”. Você pode ter quantas testemunhas quiser no seu casamento, mas a única testemunha que vai segurar seu casamento é Deus.

UM VALENTE É UM CONSOLIDADOR FAMILIAR

Os homens precisam consolidar as esposas. O responsável pela consolidação em casa é o esposo. O cabeça é responsável pela consolidação. Se o homem está deixando a mulher lhe consolidar, está invertendo o papel da consolidação, perdeu a liderança na casa e deixou morrer o sacerdócio familiar. Os homens do MIR vão assumir o sacerdócio familiar e vão consolidar suas esposas. Quando você consolida sua esposa, ela desata, cresce. Incentive sua esposa, libere-a, supra as necessidades físicas, emocionais, afetivas e espirituais. Isso é um grito de Deus: supra as necessidades da sua esposa! Arranque a mente velha, prove que é um valente, não na casa do vizinho, não na casa onde você ministra para a célula, mas na sua própria casa seja o valente que Deus quer que você seja e a sua esposa lhe acompanhará nos mesmos pés ligeiros e ambos irão conquistar territórios que jamais foram conquistados.

Se você consolidar sua esposa, ela não conversará com a serpente. A mulher só conversa com a serpente quando anda sozinha, quando está sem cobertura. E há casas com muitas serpentes dentro, como algumas emissoras de TV, revistas de cultura inútil.

A aliança é uma caminhada de sucesso, mas de renúncia. Uma aliança não sobrevive sem renúncia, porque nela não se faz o que quer, se faz o que ela exige. Nossa inabilidade pode trazer muitos problemas e para você ser um consolidador valente, saiba que essa valentia não é agressividade, é administração com qualidade. A sua mulher não vai medir forças com você, e ai de você se bater na sua esposa, seu covarde, porque está escrito que o homem que maltrata a mulher não vai ter orações respondidas e nunca vai prosperar.

Mas, o marido também não pode deixar a esposa mandar nele. Na sua casa, o cargo sacerdotal que estava desocupado voltará para o marido. Uma rainha só assume quando o rei morre. Uma casa só perde o sacerdócio quando não há autoridade espiritual. Depois que o cargo for ocupado, a bênção entra em casa. Quando cada um assume a sua função na casa, a liberação da bênção vem e a casa prospera em tudo. Abraão só prosperou quando Sarai passou a ser Sara. O nome Sarai significa mandatária. Quando Deus lhe deu um novo coração ela foi chamada de princesa. A Bíblia ensina as mulheres a serem como filhas de Sara, mas nunca lhes aconselhou a serem iguais a Agar ou a Sarai.

Entre em guerra, porque você é um líder de aliança. Um ato de valentia na consolidação significa uma casa bem consolidada, onde o marido, a esposa e os filhos assumem seu papel. Não existem papéis invertidos, eles são funcionais. Um valente só prova a sua valentia se sua casa for conquistada. Uma das estratégias do diabo é que sejamos muito bem queridos, amados, na casa dos outros, e mal-amados e mal-queridos em nossa casa. Não temos nenhuma boa recepção em casa, daí, nossa alma carente quer ir para a casa dos outros. Sua casa é o melhor lugar que Deus fez, e Ele vai fazer dela um lar, onde o Espírito Santo vai estar presente 24 horas por dia. Você vai ficar sempre com vontade de ir para sua casa, com vontade de estar com sua família, porque sua casa não vai estar dividida. Ela será a sede do avivamento e terá um testemunho irrepreensível.

::Monte Sião
http://www.montesiao.pro.br/consolidacao/valente.htm
Dia 07.05.2007

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Arquivos

Como eu amo os Teus Caminhos…

Ele é a minha Estrela da manhã. Aquele que me chama pra dançar. Aquele que sonha os sonhos mais lindos de se viver. É Ele quem me faz viver. O seu fôlego está em mim. O Amor está Nele e digo o Seu amor é o melhor amor!
%d blogueiros gostam disto: